portifólio

24/SET
2013
Bootcamp de Redes Sociais e Engajamento na Miami AdSchool/ESPM.

Renato Sertório da Kwead.com é o Coordenador do mais novo Curso da Miami AdSchool/ESPM, o Bootcamp de Redes Sociais e Engajamento com o Consumidor.

O curso é voltado para os profissionais que querem atuar diretamente (ou que já atuam mas precisam ter mais embasamento estratégico e criativo) na condução das ações e campanhas das marcas em Redes Sociais. É um curso trimestral, com 11 módulos, um time de professores de primeira linha (os profissionais mais destacados em Redes Sociais) e o curso conta também com o apoio do Google, Facebook e Twitter. Com aulas extras com estes três parceiros.

Além das aulas os alunos vão desenvolver um trabalho para um cliente real, em tempo real.

Compartilhe para quem você achar interessante! Inscrições até o dia 30/09.

Informações completas no site da Miami/ESPM>

10/SET
2013
Kwead incuba start-up de tecnologia para o mercado de comunicação

O Media Science é resultado da minha experiência de 12 anos à frente da Kwead. Inicialmente, a solução foi criada para uso interno e utilizada para definir, distribuir e controlar a execução de tarefas e geração de conteúdos. Quando nossos parceiros conheceram, pediram para usar a ferramenta, então percebemos que nosso segmento era carente de softwares especializados, e que ali existia uma nova oportunidade de negócio.

Para transformar um sistema de uso próprio em um produto, optamos por focá-lo em agências de Relações Públicas e assessorias de imprensa, pois detectamos que esse segmento do mercado de comunicação esta muito aquecido em decorrência das demandas por serviços ligados às Mídias Sociais/criação de conteúdos. Quatro agências contribuíram para o desenvolvimento e validação dos requerimentos de mercado. Durante esse processo algumas funcionalidades foram adicionadas, como o monitoramento de resultados e a medição da viralização em redes sociais.

A plataforma foi estruturada em quatro pilares: Organizar, Criar, Distribuir e Mensurar. É o que o mercado americano tem rotulado como ‘Marketing Automation’, ou seja, transformar algumas tarefas cotidianas em rotinas automatizadas através de uma ferramenta. Queremos difundir esse conceito de Automação em Marketing, e estamos sendo pioneiros no mercado brasileiro.

www.mediascience.com.br

Gostaria de dividir com você esse momento que está sendo muito especial para nós!

31/JUL
2013
Sobrecarga de conteúdos? Seja interessante!

A PROXXIMA publicou um infográfico bem interessante sobre a quantidade de vídeos, fotos e textos consumidos por internautas dentro do ambiente social, através de uma pesquisa realizada pela lifhack.

“Quanto conteúdo e informação você acha que consome durante 24 horas dentro das redes sociais? Se você nunca parou para pensar nisso, um novo estudo, feito pela lifehack, pode ser uma alerta para mostrar a quantidade exagerada de dados e informações incorporadas no dia a dia dos usuários via social.”


Ver a matéria e infográfico, aqui>>

A imagem deste post é também da matéria da PROXXIMA.

31/JUL
2013
Guia de Boas Práticas do Mercado Digital


Sempre é bom lembrar e ver o Guia do IAB Brasil sobre as “Boas Práticas do Mercado Digital”. Ni link abixo você vai ver este e outros Guias muito úteis.

Guia IAB >>

20/MAR
2013
Mobile marketing, o que fazer?

Bem, na prática o que temos visto são alguns movimentos muito importantes que não temos como deixar de lado. E o início dos trabalhos de sua marca neste ambiente são realmente necessários. Veja:

1) Facilidade para acessar via celular: as telas “touch”, as redes sociais e os aplicativos(e também o SMS, claro) foram sem dúvida grandes impulsionadores dos acesso via celular. A intimidade com o aparelho é um fato que mudou muito. Me lembro em 2008/2009 que ao apresentar algum projeto mobile, a gente tinha que explicar passo a passo como funcionava, como era o acesso, as respostas. Hoje em dia a intimidade com o celular é muito maior, por muito mais gente. Todo mundo sabe acessar o Google ou um aplicativo e isto faz toda a diferença na hora de propor interação com as marcas. Faz parte do dia a dia, é valor percebido.

2) Crescimento real dos acessos móveis nos sites: analisando mensalmente os acesso aos sites de nossos clientes, observamos um crescimento acima dos 30% a cada mês, de visitas através de celulares. Se abrirmos para acesso aos tablets, este número cresce ainda mais. É um indicador importante do comportamento do item “1” acima. E o que é mais legal, éque isto acontece sem nenhum estímulo da marca e muitas vezes o site e os conteúdos em si não estão preparados para os acesso móveis. Mas mesmo assim as pessoas estão buscando os sites das marcas nesta situação de mobilidade.

3) Variedades de formatos e tecnologias: um ponto muito interessante no mobile é que apesar de, muito específico, são várias as possibilidade de formatos e tecnologias. Por exemplo, sua campanha de Links Patrocinados entrega os anúncios nas buscas móveis. Sim este é um formato possível e o ideal é que você leve o usuário para um ambiente preparado para o acesso mobile (ou seja um Mobile Site). Além disso, o bom e velho SMS é ma forma muito efetiva de se relacionar, levar informação e propôr interação (desde que bem usado, claro). E os aplicativos? “App” já é uma palavra que deve estar no diciionário, eles se popularizaram, são conhecidos, usados, saem nas matérias de televisão, jornais e revistas. E o principal da variedade significa que você pode começar com uma delas, testando os retornos e a partir daí vai expandindo, criando efetivamente uma plataforma móvel de interação.

Mas enfim, o que fazer?

Desde muitos anos que batemos na tecla da “situação de mobilidade”. Este é o ponto chave para a interação e faz com que o seu conteúdo ou serviço faça sentido e crie o “engajamento/uso”. Qualquer pessoa/consumidor tem sua situação de mobilidade: no trânsito, esperando um avião, fazendo as malas, vendo TV, praticando esporte, numa balada, almoçando. E com certeza sua marca tem uma informação ou um serviço que deve ser importante para oferecer em uma destas situações. Aí é só definir e escolher a melhor tecnologia. Você vai ver que vale a pena!

20/MAR
2013
Skil, reposicionada e muito mais digital!

A nova Skil segue reposicionada, mais digital e propondo cada vez mais interação com os profissionais autônomos. No Brasil e na América Latina.

Visite>

05/MAR
2013
Começamos os trabalhos!

E começamos os trabalhos para o nosso novo cliente a Fundação Espaço Eco, da BASF.

Aguardem mais novidades sobre este projeto realmente digital da kwead.

15/OUT
2012
Viaje tranquilo com o nosso APP

Já fazem algumas semanas que o nosso aplicativo: Na Estrada SP está na Apple Store e no Google Play, aos pouco estamos conseguindo implementar uma cultura de não deixar nossas idéias represadas, esse aplicativo surgiu no nosso radar já faz um tempão, inclusive tivemos uma versão dele em j2me, específico para o Nokia N95 … acho que em 2006.

Como esse tipo de aplicativo não tem data de validade, refizemos o projeto, só que desta vez para IOS e Android.

Eu particularmente, quando estou na praia, quero saber como está a estrada na hora de voltar para casa, então a visualização das câmeras já resolve muita coisa.

O aplicativo está bem resolvido graficamente e tecnicamente, só tem um perhaps nas câmeras da EcoVias, o intervalo entre cada foto pode não ser muito preciso, então, se a imagem não aparecer, espere um pouquinho e tente de novo.

Faça o download e depois manda um feedback!

28/SET
2012
Lições para um bom marketing de conteúdo

Um cliente me trouxe uma dúvida dia desses: “precisamos aumentar nossa audiência, precisamos ter mais vistantes em nosso site …. ”

OK, montei um plano de ação dividido em três partes:

- Blog, Criação + estratégia de conteúdos;
- Links patrocinados e
- Rede de display do Google.

“Olha só, queremos aumentar a audiência sem ter que fazer investimentos …” aí não tem milagre, se qualquer agência ou profissional tiver essa formula, ou é feiticho ou é milagre, com aqui na Kwead ainda não operamos nenhum dos dois, vamos a uma boa formula para atrair nova audiências:

“Criar conteúdo único e interessante”
.

1 – Se preocupe com a estética

Você deve pensar que o blog é mais um produto ou serviço de sua empresa, então você deve ter a mesma preocupação que você tem a mesma preocupação estética, a mesa identidade que tem em todos os seus canais. Alguns exemplos da GE, GE Show e GE Ecomagination, ambos começaram como blogs e hoje são portais, um sinal que tanto o conteúdo evolui como a audiência.


2 – Faça vídeos, fotos ou audio

O conteúdo de um blog deve ser de fácil consumo, vídeos, fotos e áudio resolve bem essa situação, um post não precisa ter 1.000 linhas, pelo contrário, você pode ter um post com apenas uma linha de explicação e todo o resto em forma de uma galeria de fotos. A Herman Miller resolve isso muito bem em seus blog, eu particularmente gosto muito do Why Design, basicamente conteúdo em vídeo!

3 – Não tente vender produtos / serviços

Um blog não é ambiente de hard sell, pelo contrário, é um ambiente para você consolidar seu valores de marca. Um exemplo que gosto muito é um blog criado pela General Mills nos EUA, o Eat Better America, o nome já resolve a questão conceitual, posicionamento  e a estratégia, certo?  Esse blog também fez tanto sucesso que virou um portal o Live Better America, não é genial conseguir dos hábitos de alimentação expandir para todas vida do consumidor????

Veja onde aparecem as informações da General Mills, no rodapé em cinza.


4 – Faça um bom balanceamento de conteúdos mais pesados, técnicos e outros de fácil compreensão

Qualquer que seja seu business você pode falar de temas diretamente ligados aos seus negócio e também pode falar sobre temas mais palatáveis ao público em geral, por isso  é muito importante a estratégia de conteúdo para conceituar bem o seu blog e tirá-lo do lugar comum. Nosso blog tem o tema do Realmente Digital então,aqui falamos desde nosso últimos trabalhos como da nossa vida nesse mundo cada vez mais digital.

5 – Use esse momento de leitura para engajar seu visitante

Os blogs são ambientes de interação, de troca de experiências, então aqui é o lugar ideal para conversar com seu visitante, ofereça essa interação, peça a opinião, coloque em seus posts perguntas seja indagador, questione teorias estabelecidas, você verá como seus visitantes podem sugerir novos caminhos para problemas antigos.

6 – Compartilhe

Em tempos da explosão das redes sociais, compartilhar é ordem, não é opção, é regra! E isso é bem fácil, todas as plataforma de blog possuim ferramentas com o Add This que tornam esse trabalho fácil e eficiente.

7 – Se possível, trabalhe esse conteúdo online, offline e mobile

Uma vez que você criou esse conteúdo, e investiu tempo de dinheiro, agora a brincadeira é rentabilizar, divulgue suas inciativas e torne esse conteúdo amigável a todos os aparelhos, e isso, também é uma tarefa muito fácil, se você estiver usando o WordPress, existem vários plug-ins que adaptam seu blog para celulares e tablets.

8 – Escolha a plataforma certa

Um ponto que também deve ser levado em conta é a escolha da plataforma de conteúdo, minha escolha, sempre que posso é WordPress, e explico o porque.

Muitas pessoas optam por usar o Blogger ou outras plataformas, na minha opinião, a grande vantagem do WordPress é fato de você poder instalá-lo em seu servidor, ou em qualquer outro, já o Blogger você só pode usá-lo e não instalá-lo. E isso faz diferença? … sim gigantesca,  por exemplo no caso do Blogger, o Google não se responsabiliza por qualquer problema ou perda de dados relativos ao seu blog, por outro lado, se você hospedar seu blog na Locaweb, Kinghost, UOL Hosting … ou algum outro provedor de hospedagem você tem garantia de back-up diário. Posso fazer uma lista de vantagens do WordPress, versatilidade, inúmeros plug-ins, estabilidade … mas a história do back-up / migração de dados para mim é essencial.

Espero que tenha ajudado, se você tiver mais alguma sugestão … é só enviar ;-)

20/SET
2012
Doação online para o Instituto Ronald McDonald

É com muito orgulho que entregamos o sistema de doação online para o Instituto Ronald McDonald, doações por boleto, débito ou cartão de crédito de forma simples e rápida.

É muio interessante ver como a Internet e suas ferramentas evoluiram, lembro-me há uns anos atrás quando tivemos a mesma tarefa para os Doutores da Alegria, tivemos que fazer a integração com cada operadora de cartão de crédito, cada uma com uma especificação e exigências diferentes … hoje, com os gateways de pagamento, isso é muito mais fácil.

Acesse aqui